Time: 7:18
Quarta, 01 Outubro 2014 19:00

Um grupo de ciclistas virou alvo de traficantes na tarde do último domingo, em São Gonçalo. Durante um passeio, os esportistas resolveram parar em um ponto da cidade para fazer fotos. O que eles não sabiam é que o local era dominado por traficantes. Carros e casas foram atingidas pelos disparos, mas ninguém ficou ferido.
De acordo com moradores do bairro Patronato, onde tudo aconteceu, eram 16h30min do último domingo (28) quando 12 ciclistas, entre homens e mulheres, completavam um circuito com suas bicicletas. Ao fim dos exercícios, parte deles resolveu entrar na Rua Álvaro Moutinho para fazer fotos, aproveitando a vista de boa parte de São Gonçalo. Porém, a rua é um dos acessos ao Morro do Feijão, comunidade ocupada por uma das maiores facções criminosas do estado do Rio de Janeiro, Comando Vermelho (CV), que pega todo o bairro do Patronato e parte do bairro vizinho, o Paraíso. Os jovens foram surpreendidos pelos disparos e por sorte não foram feridos.


“Os jovens estavam querendo apenas fazer umas fotos. Assim que eles começaram a subir, bandidos que estavam na Rua dos Frades rapidamente foram a para a Rua Álvaro Moutinho e deram muitos na direção em que eles estavam. Foi um desespero só. Nós que presenciamos, também ficamos nervosos. As meninas choraram muito e algumas nem conseguiram voltar a pedalar, porque as pernas tremiam muito. Carros e varandas de casas foram atingidos pelos disparos. Foi coisa de Deus ninguém ter sido atingido”, relatou um morador. 


O bairro do Patronato vive uma fase de muito medo e insegurança. Em uma posição geográfica um tanto quanto preocupante, já que encontra-se entre os Morros do Feijão e da Jaqueira, este segundo também dominado por traficantes, a população tem sofrido com a audácia e constante ação dos bandidos.


“Eles colocaram mesas e cadeiras no fim da Rua dos Frades para vender drogas. É um abuso. Esse lugar sempre foi tranquilo, mas de uns meses pra cá, a situação está desesperadora. Eles já até expulsaram uma senhora que morava aqui, já que a residência dela estava em uma parte privilegiada, onde eles poderiam vigiar alguns acessos da comunidade. Os assaltos agora acontecem a todo momento”, conta um outro morador do bairro, identificado apenas como Leandro.


Segundo o coronel Fernando Salema, comandante do 7º BPM (São Gonçalo), toda criminalidade no município está sendo combatida ostensivamente.


“Em agosto batemos o recorde de índices operacionais com 297 prisões e apreensões de menores de idade e 71 armas apreendidas. Ainda queremos aumentar esse número. O tráfico infelizmente existe, porque tem quem consuma. Mas como estamos sufocando essa ação, os traficantes estão tendo a necessidade de ir para a rua cometer outros crimes. É aí que o policiamento ostensivo trabalha. Já acabamos com o baile funk do Morro do Feijão e nossas ações vão continuar na área”, concluiu o comandante.

A Tribuna

SG: Preso trio suspeito de cometer assaltos

SG: PM prende mais um suspeito pelo assassinato do sargento Joílson

SG: Preso suposto gerente do tráfico na Fazenda dos Mineiros

SG: Mãe e filha presas com armas e drogas

Policial civil é atingido por quatro tiros em São Gonçalo

Dados colhidos a partir de 17/10/2011