Time: 5:23

Com o trio foi apreendido um revólver calibre 38. Foto: DivulgaçãoMilitares do 7º BPM (São Gonçalo), capturaram na noite desta terça-feira, na Rodovia BR-101, próximo ao Shopping São Gonçalo, no bairro Boa Vista, um trio suspeito de realizar assaltos a pedestres naquela região.

 

Segundo os PMs, com o grupo foi encontrado um revólver calibre 38, que seria usado para intimidar as vítimas e cometer os assaltos. Os militares ainda informaram, que não houve troca de tiros no momento da abordagem dos criminosos.

 

Entre os detidos está Adriano dos Santos Mendes, de 21 anos, além de dois adolescentes, de 16 e 17 anos.

O caso foi registrado na 73ª DP (Neves).


O Fluminense

Um grupo de ciclistas virou alvo de traficantes na tarde do último domingo, em São Gonçalo. Durante um passeio, os esportistas resolveram parar em um ponto da cidade para fazer fotos. O que eles não sabiam é que o local era dominado por traficantes. Carros e casas foram atingidas pelos disparos, mas ninguém ficou ferido.
De acordo com moradores do bairro Patronato, onde tudo aconteceu, eram 16h30min do último domingo (28) quando 12 ciclistas, entre homens e mulheres, completavam um circuito com suas bicicletas. Ao fim dos exercícios, parte deles resolveu entrar na Rua Álvaro Moutinho para fazer fotos, aproveitando a vista de boa parte de São Gonçalo. Porém, a rua é um dos acessos ao Morro do Feijão, comunidade ocupada por uma das maiores facções criminosas do estado do Rio de Janeiro, Comando Vermelho (CV), que pega todo o bairro do Patronato e parte do bairro vizinho, o Paraíso. Os jovens foram surpreendidos pelos disparos e por sorte não foram feridos.


“Os jovens estavam querendo apenas fazer umas fotos. Assim que eles começaram a subir, bandidos que estavam na Rua dos Frades rapidamente foram a para a Rua Álvaro Moutinho e deram muitos na direção em que eles estavam. Foi um desespero só. Nós que presenciamos, também ficamos nervosos. As meninas choraram muito e algumas nem conseguiram voltar a pedalar, porque as pernas tremiam muito. Carros e varandas de casas foram atingidos pelos disparos. Foi coisa de Deus ninguém ter sido atingido”, relatou um morador. 


O bairro do Patronato vive uma fase de muito medo e insegurança. Em uma posição geográfica um tanto quanto preocupante, já que encontra-se entre os Morros do Feijão e da Jaqueira, este segundo também dominado por traficantes, a população tem sofrido com a audácia e constante ação dos bandidos.


“Eles colocaram mesas e cadeiras no fim da Rua dos Frades para vender drogas. É um abuso. Esse lugar sempre foi tranquilo, mas de uns meses pra cá, a situação está desesperadora. Eles já até expulsaram uma senhora que morava aqui, já que a residência dela estava em uma parte privilegiada, onde eles poderiam vigiar alguns acessos da comunidade. Os assaltos agora acontecem a todo momento”, conta um outro morador do bairro, identificado apenas como Leandro.


Segundo o coronel Fernando Salema, comandante do 7º BPM (São Gonçalo), toda criminalidade no município está sendo combatida ostensivamente.


“Em agosto batemos o recorde de índices operacionais com 297 prisões e apreensões de menores de idade e 71 armas apreendidas. Ainda queremos aumentar esse número. O tráfico infelizmente existe, porque tem quem consuma. Mas como estamos sufocando essa ação, os traficantes estão tendo a necessidade de ir para a rua cometer outros crimes. É aí que o policiamento ostensivo trabalha. Já acabamos com o baile funk do Morro do Feijão e nossas ações vão continuar na área”, concluiu o comandante.

A Tribuna

José Honório de Oliveira, o Zezinho, de 20 anos - suspeito de ter participado da morte do sargento do 12° BPM (Niterói), Joilson da Silva Gomes, de 40 anos, em fevereiro - foi preso, ontem, por policiais militares, no Morro do Castro, em São Gonçalo. Paulo José dos Santos, o Neguinho, de 37 anos, que tem três mandados de prisão pendentes também foi detido.

 

A prisão dos suspeitos ocorreu durante operação de policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT), do 7°BPM (São Gonçalo).

 

De acordo com os militares, a operação foi realizada após terem recebido denúncias de tráfico de drogas na localidade. Ao chegarem na comunidade, na Rua Estados Unidos, os PMs se depararam com a dupla em uma motocicleta Honda XRE 300, com registro de roubo.

 

Com Neguinho, foi encontrado um rádio-comunicador e, com Zezinho, que seria gerente do tráfico na localidade, uma sacola com 300 pinos de cocaína.

 

Os policiais ainda contaram que Zezinho indicou uma residência onde foi encontrada farta quantidade de entorpecentes, um carro e três motos, sendo duas com chassi raspado. Os veículos e as drogas foram apreendidos. Segundo os PMs, moradores da localidade informaram que Zezinho participou da morte de Joílson e que costumava comentar o fato na comunidade.

 

O caso foi registrado na 73ªDP (Neves), onde investigadores estaduais confirmaram que Neguinho tem dois mandados de prisão por roubo e um por receptação.

 

O sargento Joílson foi executado com mais de 50 tiros, quando retornava para sua casa, horas após ter atuado em operação contra um baile funk no Caramujo.


O São Gonçalo

Sete pessoas foram mortas, entre a madrugada e a noite de ontem, em diferentes pontos de São Gonçalo e Itaboraí. Na maioria dos crimes, as linhas de investigação da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) são execução e latrocínio. Um caso diferente foi o de um rapaz, morto no Jardim Catarina, suspeito de roubar um carro e capotar em seguida com o veículo (ver quadro).

 

Camarão - No Camarão, São Gonçalo, um corpo foi encontrado carbonizado por volta das 19h, na mala de um carro. Moradores da Rua Juramil, viram o veículo, um Vectra branco, pegando fogo e acionaram o Corpo de Bombeiros. A placa do veículo (LOP 3253) consta como de uma moto.

 

Monjolos - Um rapaz foi assassinado com cinco tiros de calibre 40, segundo policiais da Delegacia de Homicídios. Ele estava na Avenida Itamaraty, em Monjolos, São Gonçalo, quando foi alvejado. Vizinhos disseram que apenas ouviram os disparos, por volta das 19 horas de ontem, e chamaram a polícia, que investiga se o crime foi cometido por traficantes de drogas.

 

Zé Garoto - Identificado por um irmão como Ademir de Oliveira, de 58 anos, o vigia de um posto de combustíveis desativado na Rua Coronel Serrado foi encontrado morto, no banheiro do local. Segundo a polícia, a vítima foi atingida por golpes de faca e da enxada, que guardava para se defender.

 

A cena de terror foi vista por um lavador de carros, ao chegar para trabalhar no início da manhã de ontem. O cômodo estava repleto de sangue, os armários arrombados e o corpo do colega de trabalho caído com a barriga para baixo, na porta do banheiro, com diversos ferimentos. De acordo com o delegado Tiago Dorigo, adjunto da DH, a principal linha de investigação é latrocínio, mas outras hipóteses são investigadas.

 

Guaxindiba – No meio da estrada que está sendo construída para ligar Guaxindiba a Itambi, um Voyage foi encontrado completamente carbonizado, com restos mortais dentro da mala. Policiais do 7º BPM (São Gonçalo), foram acionados ao local e constataram o crime. Peritos não puderam identificar nem o sexo do cadáver. O veículo havia sido roubado na última quinta feira, em Magé. Na ocasião, dois homens renderam o proprietário do carro, que durante a ação acabou levando um tiro e permanece internado. A polícia acredita que o carro foi roubado para a desova do corpo.

 

Venda das Pedras - Dois jovens, aparentando 20 anos, ainda não identificados pela polícia, foram encontrados mortos, com marcas de tiros na cabeça, na manhã de ontem, na Rua Manoel Monteiro, em Venda das Pedras, Itaboraí. Os corpos estavam jogados numa ribanceira, às margens de um rio, próximo a um campo de futebol.
O São Gonçalo

Em São Gonçalo, três pessoas foram detidas por suspeita de tráfico de entorpecentes.O 7º BPM (São Gonçalo), em incursão na Rua Rio Araguai, na comunidade Jardim Miriambi, em São Gonçalo, prendeu três suspeitos na madrugada deste domingo. Emanoel Lucas Faria da Silva, de 19 anos, conhecido como primo 080, Daniel Xavier, de 20 anos, conhecido como sorriso e Leonardo Souza Abrantes, de 20 anos, o Leopardo, foram detidos após troca de tiros.

 

Com eles foram apreendidos 465 capsulas de cocaina, 465 trouxinhas de maconha, dois rádios transmissores e R$ 120 em espécie. Eles foram encaminhados para a 74º DP (Alcântara) e autuados por tráfico de entorpecentes.

 

Niterói

Em patrulhamento na comunidade do Palácio, policiais do 12º BPM (Niterói), abordaram suspeitos armados e após troca de tiros, dois menores foram apreendidos, ambos com 16 anos. Com eles foram encontrados um revólver calibre 38, farto material entorpecente, quantia em dinheiro, uma bomba de fabricação caseira, dois celulares, um relógio e um cordão. Eles foram encaminhados para a 78º DP (Fonseca).


O Fluminense

Com as duas foram encontradas farta quantidade de drogas. Foto: Divulgação PMERJApós uma denúncia anônima, policiais do 7º BPM (São Gonçalo), foram até o bairro do Jockey na Rua Mário José francisco, 211 e efetuaram duas prisões, no início da manhã deste sábado (27). De acordo com policiais, mãe e filha foram presas. A mãe, Ana Maria de Freitas, de 46 anos, conhecida como Aninha, e sua filha, menor de idade, foram apreendidas em casa.

 

 

Segundo informações dos policiais, a menor, seria a namorada do traficante JR, gerente do tráfico na comunidade do Tronco. Com as duas foram encontrados 308 trouxinhas de maconha, dois rádios transmissores, uma submetralhadora 9 mm, um carregador 9 mm, 33 munições, 72 munições calibre 22 e um aparelho de celular. Elas foram encaminhadas para a 74º DP (Alcântara).

 

O Fluminense

 

Ele foi surpreendido pela guarnição portando um fuzil AK 47, 306 trouxinhas de maconha, 120 pinos de cocaína e um radio transmissor. Foto: Divulgação PMERJPoliciais do 7º BPM (São Gonçalo) prenderam John Lenon correa, de 24 anos, conhecido como "John John", na Fazenda dos Mineiros, em São Gonçalo, na noite da última sexta-feira (26). Ele foi surpreendido pela guarnição portando um fuzil AK 47, 306 trouxinhas de maconha, 120 pinos de cocaína e um radio transmissor.

Ao sair com o elemento da localidade, alguns traficantes tentaram resgatá-lo e atiraram contra os policiais, mas ninguém ficou ferido. Segundo os policiais, ele confessou ser o gerente do tráfico no local. O caso foi registrado na 73ºDP (Neves).


O Fluminense

TROPA DE ELITE ESTOURA CINCO COMUNIDADES

Os mais recentes índices de roubos de veículos, registrados nas zonas Sul, Norte e Centro de Niterói, e as investigações de delegacias da área para reverter esse quadro negativo despertaram a atenção da cúpula da Polícia Civil, que na manhã de ontem deu uma “resposta”. Mais de 150 policiais, reunindo 11 delegacias (de Niterói e São Gonçalo), de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), e de especializadas – como Delegacia de Combate as Drogas (Decod), Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), e Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) –, além de três veículos blindados “caveirões” e um helicóptero “sacudiram” o bairro de Santa Rosa. As investigações sobre o roubo de veículos se fundem com a própria repressão ao tráfico, já que esses crimes seriam praticados na maior parte dos casos pelos mesmos criminosos.


A megaoperação mudou a rotina do bairro por seis horas e as comunidades que integram o chamado Complexo de Santa Rosa – Igrejinha, Cachoeira, Viradouro, Vital Brazil e Souza Soares – foram vasculhadas por dezenas de policiais fortemente armados. Em algumas, como Morro Souza Soares e até na entrada da Grota do Surucucu (esta em São Francisco) ocorreram confrontos. O principal objetivo dos agentes era cumprir 20 mandados de prisão e outros dois de busca e apreensão, exatamente o resultado das investigações realizadas por delegacias como 77ª DP (Icaraí), 79ª DP (Jurujuba) e 81ª DP (Itaipu). 


Os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) indicaram, por exemplo, que nos trimestres de junho, julho e agosto de 2014 e 2013 criminosos roubaram de nove veículos até 61 por mês, em ocorrências registradas 76ª DP (Centro), 77ª DP (Icaraí), 78ª DP (Fonseca), 79ª DP (Jurujuba) e 81ª DP (Itaipu). Nesse mesmo período, no ano passado, foram registradas 394 ocorrências de roubos de carros nas zonas Norte, Sul e Centro da cidade, contra 283 desse ano, uma redução de 28,17% dentro da totalização de índices considerados elevados. Ainda segundo levantamento, em todo o estado o roubo de veículos cresceu cerca de 13% no mês. 


“Com a autorização da Chefia de Polícia planejamos a operação e obtivemos da justiça a expedição dos 20 Mandados de Prisão. Recuperamos um carro (modelo Vectra) roubado em Alcântara além de uma motocicleta, e recebemos informes dando conta também que traficantes vindos de outras áreas do Rio estariam vindo para a Zona Sul de Niterói, como a comunidade da Igrejinha”, afirmou o diretor da 4ª Delegacia de Policiamento de Área (DPA), delegado Sérgio Caldas, coordenador da operação. Ele acrescentou que a polícia não teve problemas durante a operação nas comunidades, porque “os agentes estavam trabalhando para dar tranquilidade para as pessoas e os moradores tinha a consciência disso”. Nas redes sociais, virou quase uma rotina moradores de Niterói e São Gonçalo relatarem tiroteios nos morros do Complexo de Santa Rosa. 


Sérgio Caldas adiantou ainda que na manhã de ontem quatros homens já haviam sido presos, sendo que um deles foi reconhecido por roubo de veículos, além de dois menores que foram detidos para averiguação. “Nosso objetivo é dar prosseguimento ao trabalho investigativo desenvolvido pela DPs”, explicou. Traficantes receberam os policiais a tiros nas proximidades da Rua Albino Pereira, acesso a comunidade da Grota do Surucucu logo pela manhã. Em seguida, já no acesso a comunidade Souza Soares, pela Rua Lions Club, e travessas José Ferreira, e Maria Auxiliadora Gonçalves, próximas à Rua Mário Viana, houve intensa troca e tiros com apoio dos veículos blindados e do helicóptero. Até o início da tarde de ontem não havia registros de baleados durante a ação na Zona Sul da cidade.

A Tribuna

Ação conta com pelo menos 150 agentes da CORE e apoio do 12º BPM (Niterói). Foto: Colaboração / Anderson JustinoUma operação para cumprimento de 20 mandados de prisão que começou na manhã desta quinta-feira em várias comunidades de Niterói, prendeu quatro acusados de tráfico de drogas, deixou um baleado, além de apreender armas, drogas e equipamentos utilizados para promover bailes funk.

 

As operações começaram por volta de 07h no Complexo do Viradouro e comunidade Souza Soares, em Santa Rosa, além das comunidades da Grota, em São Francisco, e Igrejinha, no Largo da Batalha.

 

Segundo a Polícia Civil, o objetivo é desarticular uma quadrilha especializada em roubos de veículos e tráfico de drogas em Niterói. A ação conta com o apoio de pelo menos 100 agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), além de policiais de 11 delegacias de Niterói e São Gonçalo. Um helicóptero e três carros blindados são usados na ação.

 

Houve registro de confrontos entre os policias e traficantes nas comunidades da Grota e Souza Soares, um homem acusado de estar entre os criminosos foi baleado. Pelo menos oito pessoas foram presas na comunidade da Igrejinha, no Largo da Batalhão, sendo duas em cumprimento dos mandatos e outras por tráfico de drogas e roubos de veículos no bairro de Jurujuba. Na comunidade Souza Soares, em Santa Rosa, dois homens foram capturados, entre eles um baleado.

 

Trânsito - Motoristas encontraram dificuldades na manhã desta quinta-feira em vários pontos da cidade, devido as operações realizadas pela Polícia Civil. Segundo a Niterói Transportes e Trânsito (Nittrans), agentes foram deslocados para orientar o trânsito na Estrada da Cachoeira, que liga São Francisco ao Largo da Batalha. Em Santa Rosa, a Polícia Civil chegou interditar um trecho da Rua Doutor Mario Viana, na altura da Estrada da Garganta, e agentes da autarquia estiveram no local para orientar o trafego na região que ficou complicado durante toda a manhã.

 

Motoristas que saíram da Região Oceânica e Pendotiba também encontraram lentidão na chegada ao Largo da Batalha e acabaram sem opção.

 

Redes Sociais - Moradores que residem próximos das comunidades envolvidas na operação e motoristas que passavam pelas regiões relataram os momentos tensão, através das redes sociais.

“Da minha varanda deu para ver o morro. Eu conseguia até ver a movimentação, inclusive com helicóptero sobrevoando! Muitos tiros pela manhã no Morro Souza Soares, próximo do bairro Vital Brazil”, – Ariane Vieira.

 

“Até entendo que estamos precisando realmente de mais policiamento, mas eles querem fazer ao mesmo tempo na Grota e no Viradouro? O pessoal de Pendotiba e da Região Oceânica ficaram à mercê deles. Ficamos sem poder sair de casa por medo de tiroteios e até por conta do engarrafamento que se formou”, - Natália Motta.

 

“Um trajeto que eu costumo fazer em 10 minutos todos os dias, nesta quinta-feira tive que fazer em quase duas horas”, - Anne Matos.

 

“E quem precisa trabalhar no meio disso tudo?! Até caveiros e um helicóptero foi usado”, - Hylea Vargas E Silva.

 

“Fiquei mais de duas horas preso no engarrafamento”, - Paulo Henrique Bastos.

O Fluminense

O agente Fábio Nunes se dirigia para a distrital onde é lotado quando tentou intervir na tentativa de assalto que resulto na troca de tiros. Foto: Divulgação / InternetAgente se dirigia para a delegacia quando percebeu uma tentativa de assalto contra um posto de combustível na RJ-106 e ao intervir acabou ferido pelos criminosos

Um policial civil foi atingido por quatro tiros na manhã desta quinta-feira no bairro Arsenal, em São Gonçalo, ao tentar impedir um assalto em um posto de combustível, localizado às margens da Avenida Doutor Eugênio Borges, a RJ-106.

 

De acordo com a polícia, por volta de 7h, o agente Fabio Nunes, de 32 anos, lotado da 74 DP (Alcântara), se dirigia para a distrital quando percebeu a ação criminosa realizada por quatro homens que abordavam funcionários no estabelecimento.

 

Na tentativa de impedir a ação houve troca de tiros e o agente acabou atingido por quatro disparos de arma de fogo. Os bandidos fugiram após a tentativa de assalto sem levar nada. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados e conduziram a vítima para o Hospital Estadual Alberto Francisco Torres, no bairro do Colubandê, na cidade.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, Fabio Nunes está internado em estado grave no CTI da unidade e respira com auxílio de aparelhos.

 

O caso foi registrado na 75 DP (Rio do Ouro).

 

Investigação_O assalto ao policial civil Fábio nunes, ocorrido em um posto de combustíveis no Arsenal, em princípio foi registrado na 75ª DP (Rio do Ouro). Os policiais da delegacia não confirmaram a quantia que foi roubada do posto pelos criminosos. O delegado Leandro Aquino, titular da distrital, repassou informações sobre o crime aos colegas, Mônica Silva Areal e ao delegado Adriano Franco, ambos da 74ª DP. O delegado irá tratar o caso como tentativa de homicídio.

 

As imagens das câmeras do circuito interno de segurança do posto já foram solicitadas para investigações.


O Fluminense

Pagina 1 de 334
Dados colhidos a partir de 17/10/2011