Time: 5:09
Polícia

Polícia (1581)

Um dupla de criminosos usando uma motocicleta está levando pânico aos moradores da Avenida Paiva, no Porto Velho, em São Gonçalo. Na semana passada, dois crimes foram cometidos: uma mulher que saía de cassa para trabalhar e à noite uma padaria a cerca de 200 metros do primeiro assalto. Agentes da 73ª DP (Neves), que investigam o caso, aguardam imagens de câmeras de segurança que flagraram um dos assaltos.
 
Dentro de uma minimercado localizado na rua, as câmeras do circuito interno de segurança flagraram o assalto a padaria. Segundo o gerente do estabelecimento, Carlos Tavares, de 50 anos, os dois estavam muito nervosos quando cometeram o crime.
 
A dupla rendeu os empregados e os clientes e levaram o dinheiro do caixa e pertences pessoais de todos. Nas imagens, segundo o comerciante, é possível ver nitidamente a dupla entrando a saindo do estabelecimento, mas na fuga a moto estava sem placa, assim como nos demais assaltos.
 
Agentes da 73ª DP (Neves), que investigam o caso, acreditam que a dupla seja do Complexo do Querosene, devido à rota de fuga preferida pelos assaltantes.
A guerra travada entre traficantes do Comando Vermelho (CV) e Amigo dos Amigos (ADA), ontem à tarde, deixou um morto e outro ferido, na Favela da Alma, em São Gonçalo. As vítimas, segundo moradores, não tinham qualquer ligação com o tráfico de drogas, mas teriam sido confundidos com bandidos da ADA, que durante a madrugada de ontem participaram de uma tentativa de invasão ao Morro da 13, no Anaia Pequeno, cujas bocas de fumo são controladas pelo CV.
O São Gonçalo
 Márcio Gomes de Souza, de 22 anos, foi morto durante confronto entre policiais do 7ºBPM (São Gonçalo) e traficantes, na noite de quarta-feira, na esquina das ruas Egito e Alexandre Gusmão, na Fazenda dos Mineiros, no Complexo do Salgueiro. 
 
O jovem, de acordo com os policiais, fazia parte de um grupo de 10 traficantes que foram cercados durante uma operação de combate ao tráfico. Segundo a polícia, Márcio estava com uma pistola 9mm, fez disparos contra os policiais e acabou baleado.
 
Ontem, em nova investida da PM, dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos com drogas e rádios transmissores na localidade da Torre, no Recanto das Acácias, também no Complexo do Salgueiro.
 
Familiares dos dois jovens estiveram na delegacia e as mães deles acabaram passando mal. Um deles trabalha como montador de móveis de uma rede de lojas de eletrodomésticos e não tinha envolvimento com o tráfico. O outro chegou a frequentar uma igreja evangélica, mas teria trocado a religião pelo tráfico. “A droga toda estava com ele”, disse um PM. 
 
O São Gonçalo
Por determinação da Chefe de Polícia Civil, delegada Martha Rocha, os titulares das seis distritais que servem o município de São Gonçalo, sob jurisdição do 7º Batalhão, foram modificados. Além dessas, a delegacia de Maricá (82ª DP) também está sob nova direção. A Chefia de Polícia alegou que a já apelidada ‘dança das cadeiras’ foi uma iniciativa “natural” e não teria relação com baixa eficiência. 
 
A decisão promoveu alterações em DPs da capital, da Região dos Lagos e no interior do Rio, totalizando 13 unidades em todo o Estado. O ato pode ser estendido para outras distritais a partir de hoje, inclusive em Niterói, que podem ter seus titulares modificados.
 
Os novos delegados designados, no primeiro momento, pela Chefia de Polícia Civil são: 6ª DP (Cidade Nova) – Antenor Lopes Martins; 25ª DP (Engenho Novo) – Carlos Augusto Neto Leba; 26ª DP (Todos os Santos) – Valéria Aragão Sádio; 72ª DP (São Gonçalo) – José Mário Salomão Omena; 73ª DP (Neves) – Jorge Luiz da Silva Veloso; 74ª DP (Alcântara) – Raul Morgado; 75ª DP (Rio do Ouro) – Henrique Paulo Mesquita Pessoa; 82ª DP (Maricá) – Júlio César Mulatinho; 88ª DP (Barra do Piraí) – Adriano Marcelo Firmo França; 119ª DP (Rio Bonito) – Carlos Eduardo Pereira Almeida; 121ª DP (Casemiro de Abreu) – Ivailson Moreira Sardinha; 123ª DP (Macaé) – Filipe Poeys Lima; 136ª DP (Santo Antônio de Pádua) – Gesner Cesar Bruno; e 140ª DP (Natividade) – Uiliam Rodrigues da Costa.
 
A Tribuna
Nesta quinta-feira, quando a chacina que deixou quatro adolescentes mortos no bairro Vista Alegre, em São Gonçalo, completou um mês, a Delegacia de Homicídio de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) conseguiu recuperar uma das motocicletas usadas pelos menores na noite em que foram assassinados.
 
A polícia acredita que Renan Braga do Couto Pinto, Carlos Henrique da Cunha Correia, Paulo Roberto dos Santos e Robert Francisco Caetano, todos de 17 anos, tenham sido mortos após serem confundidos com ladrões de motocicletas.
 
Para o delegado Wellington Vieira, responsável pelas investigações, as motos dos garotos teriam sido vendidas a eles por outro adolescente. As motocicletas teriam sido compradas em leilões do Detran. Segundo o delegado,  elas não poderiam circular  nas ruas, apenas suas peças poderiam ser utilizadas.
 
“Há muita informação rolando, dizendo que uma dupla de motocicleta estava assaltando pessoas naquela região e roubando, principalmente outras motos. Suspeitamos que esse menor vendia motos roubadas por alguém que cortava a numeração do chassi e as revendia, enganando os compradores, depois de depenarem as motos”, informou o delegado.
 
O delegado acredita que justiceiros do bairro teriam matado os quatro rapazes depois de os confundirem com os assaltantes. Agora o veículo recuperado pela polícia será enviado para perícia a fim de que seja verificado qual o verdadeiro número do chassi. A polícia também quer tentar saber se as motocicletas compradas pelos rapazes são realmente oriundas de leilão público ou se foram roubadas.
 
“Caso elas sejam produto de roubo, nós vamos estar diante de uma quadrilha especializada em roubo de moto e essa quadrilha pode estar envolvida diretamente com a morte dos rapazes”, acrescentou o delegado.
 
Moradores da região contam que bandidos armados em motocicletas têm agido na região praticando assaltos a pedestres e também roubando carros e motocicletas. Eles pedem mais policiamento ostensivo para as ruas do bairro.
 
 
O FLUMINENSE

Redação SRZD - Além dos laços de sangue, uma outra característica em comum une os irmãos Fernandes. Enquanto o goleiro Bruno foi preso e condenado a 22 anos e 3 meses de prisão, sendo 17 anos em regime fechado, pelo caso Eliza Samúdio, seu irmão Rodrigo agora também foi para trás das grades.

Ele está sendo acusado do estupro de uma jovem de 18 anos em Teresina, Piauí. Rodrigo teria abordado a vendedora ambulante sob o prexto de que queria oferecê-la um emprego. Ele deu a ela uma carona de moto, parou em um matagal alegando falta de combustível e, só então, revelou a real intenção. Com uma arma em punho, ele ameaçou a vítima e a levou a um canto escondido, onde praticou o abuso.

Já é a segunda vez que Rodrigo é detido por estupro. Ele já responde pelo caso envolvendo uma professora no Maranhão. Seu irmão, ex-goleiro do Flamengo, foi preso por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado da vítima e de filho, Bruninho.

Um acidente com uma carreta que transportava mais de 30 mil garrafas de cerveja terminou em confusão na Zona Oeste do Rio. Ninguém ficou ferido, mas parte da carga ficou espalhada na pista e houve saque, conforme mostrou o RJTV desta quinta-feira (12).

 A carreta saiu de Petrópolis, na Região Serrana, e seguia para o depósito em Jacarepaguá, na Zona Oeste. Mas ao passar por uma curva na Estrada do Gabinal, já na entrada da Cidade de Deus, o veículo tombou. Boa parte da carga caiu na rua e as pessoas começaram a pegar e a polícia foi chamada.

Além dos homens da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus e policiais do 18º BPM (Jacarepaguá)  também ajudaram no reforço. Três pessoas foram detidas e houve discussão.

As equipes de limpeza trabalharam duro e precisaram de dois reboques para desvirar o veículo.

G1

Um dos possíveis candidatos a deputado estadual ou federal nas eleições de 2014 foi assassinado na porta de casa na manhã da última terça-feira, no bairro do Porto do Rosa. Jose Hélio Araújo de Moura, o Hélio Cabeludo, filiado ao Partido da República (PR), de 54 anos, foi executado com pelo menos cinco tiros de pistola calibres nove milímetros e calibre 40.
 
Testemunhas disseram que Hélio havia saído de casa por volta das 7h30 da manhã e foi até o posto de saúde do bairro do Portão do Rosa, do qual trabalhava como diretor. Depois de deixar tudo acertado para o funcionamento do local durante o dia, ele retornou até a sua casa para buscar a esposa e ir até o Esporte Clube Mauá, no bairro da Estrela do Norte, onde a presidente Dilma foi fazer o lançamento da construção da Linha 3 do Metrô.
 
O Fluminense 
Principal ligação viária entre a Região Oceânica e Zona Sul de Niterói, a Estrada da Garganta, em Santa Rosa, via que corta os morros do Viradouro, Igrejinha e Grota do Surucucu, tem sido usada como rota de fuga para criminosos em fuga, que atravessam a pista aos bandos armados de pistolas e fuzis. De acordo com o comandante do 12ºBPM (Niterói), tenente-coronel Gilson Chagas, a ligação entre as três comunidades, todas elas dominadas pela mesma facção criminosa, o Comando Vermelho (CV), facilita a fuga dos bandidos. Quando são atacados na Grota, ou no Complexo do Viradouro, fogem de um lado para outro.
 
Ações para combater o tráfico de drogas nestas comunidades têm sido realizadas com frequência. Na tarde de ontem, durante uma operação da PM, cinco suspeitos foram presos e armas e drogas foram apreendidas na Grota do Surucucu. Os tiroteios entre PMs e traficantes - que muitas vezes chegam ao asfalto - assustam pedestres e motoristas, que ao ouvirem os disparos tentam voltar pela contramão com medo de balas perdidas. Na segunda-feira uma mulher acabou atingida por bala perdida em frente ao supermercado Império da Banha quando traficantes atiraram contra uma viatura policial que passava pela Mário Viana.
 
Para Gilson Chagas, a ação de segunda-feira pode ter sido uma tentativa de intimidar a polícia. “Não é comum o ataque a viaturas. O que acontece na região é que as comunidades são ligadas pela mesma facção e isso acaba servindo para que estes criminosos fujam para outros locais. Quando atacamos a Grota, por exemplo, estes bandidos utilizam-se do Morro da Igrejinha e atravessam a Estrada da Garganta (continuação da Mário Viana) procurando abrigo no Viradouro e vice e versa”, informou o comandante. 
 
Para agravar a situação, moradores da região  denunciam a presença de traficantes vendendo drogas em “esticas” na Mário Viana.
 
“Os criminosos ficam na calçada livremente”, informou um morador.
 
De acordo com Chagas, as denúncias de tráfico no asfalto estão sendo apuradas pelo batalhão e serão repassadas para a delegacia responsável pela região.
 
“Estamos reprimindo o tráfico de drogas todos os dias, principalmente naquela região. Vamos passar as informações coletadas à delegacia local para que prossiga com as investigações”, declarou.
 
A mulher ferida por bala perdida anteontem segue internada e não corre risco de morte. A mulher foi atingida na perna direita por um tiro durante o confronto entre PMs e traficantes.
 
 
O FLUMINENSE
Lotado na 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (4ª DPJM), o sargento Rodrigo Barros Faustino dos Santos, de 34 anos, foi morto com um tiro de pistola na cabeça no Paraíso, em São Gonçalo. Segundo a polícia, ele estava de folga com outro PM em um carro, quando um bandido armado se aproximou para roubar o veículo. Ao tentar reagir, acabou sendo atingido pelo disparo.
 
O militar chegou a ser socorrido e levado para o Pronto Socorro de São Gonçalo (PSSG), no Colubandê. Depois de ser medicado, foi transferido na madrugada de domingo para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, mas acabou morrendo no mesmo dia em decorrência do ferimento. O enterro do policial militar foi realizado ontem, com honras militares, no Cemitério Parque Nycteroy. O sargento deixou mulher e um filho de cinco anos.
 
Este ano já foram registrados 127 registros de policiais baleados no Estado do Rio de Janeiro, sendo 118 PMs e nove policiais civis. Entre os PMs baleados, apenas uma mulher foi ferida.
 
No total, 60 policiais estavam de serviço, 60 estavam de folga, um estava de licença médica, um era aposentado e 5 eram reformados. Do total de baleados, 49 morreram.
 
Enterro
 
Cerca de 300 pessoas, entre parentes, amigos e colegas de farda do militar assassinado acompanharam no fim da tarde de ontem o enterro do agente no Cemitério Memorial Parque Nicteroy, em Santa Luzia, no espaço reservado aos policiais militares.
 
Muito emocionados, familiares não tiveram condições de dar declarações. No fim da cerimônia, a bandeira do Brasil que cobria o caixão foi entregue à mãe do militar, acompanhada pela mulher da vítima.
 
O militar era lotado no 4º Comando de Policiamento de Área (CPA) e estava na Polícia Militar há 15 anos.
 
“Perdemos um companheiro. Um amigo com o qual podíamos contar em qualquer momento”, declarou um colega de farda durante o sepultamento.
 
 
O FLUMINENSE
Pagina 37 de 113
Dados colhidos a partir de 17/10/2011

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close() [function.mysqli-close]: Couldn't fetch mysqli in /home/jornalet/public_html/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141